Por que Klein?

Baseado em 8 avaliações
  • 647 Alunos matriculados
  • 01 Hora de duração
  • 2 Aulas
  • 1 Módulos
  • 1 Avaliação
ASSINE JÁ

Obtenha acesso a este e outros cursos

"Maria Elisa Cintra é uma teórica maravilhosa, gosto muito de seu trabalho e sua obra. Aprendi e passei a entender a obra de Melanie Klein a partir de seus textos. Marina Ribeiro conheço pouco,mas interessei-me muito pelo seu livro. A entrevista foi muito boa e ouvir os autores é uma forma muito esclarecedora e entusiasta para aprofundar nossos estudos."
Soraia Dias Ciccone
mais avaliações

Entrevista em vídeo de pouco mais de uma hora, com as autoras do livro Por que Klein?, publicado pela Editora Zagodoni, dentro da coleção Grandes Psicanalistas, de coordenação de Daniel Kupermann e Edição de Adriano Zago.

Conteúdo da Entrevista

  • História e trajetória da confecção do livro “Por que Klein?”.
  • Inovações técnicas de Melanie Klein (Expansão para a análise da mente primitiva).
  • Conceito de Posição como movimento. Posição Esquizoparanóide e Depressiva.
  • Projeção do ódio e da destrutividade em objetos externos.
  • Conceito de Fantasia Inconsciente.
  • Capacidade de fazer o luto como base para o desenvolvimento mental.
  • Inveja primária.
  • Conceito e um exemplo de Identificação Projetiva.
  • Mudanças conceituais na história da Psicanálise.
  • Conceitos de “Continente-Contido” e da Teoria do Pensar de Bion através do conceito de Identificação Projetiva de Melanie Klein.
  • Conceito de Posição Feminina (1928-32): A primeira identificação é feminina, do bebê com a mãe.
  • Inveja na análise (da capacidade do analista de pensar, criar e tolerar).
  • Melanie Klein foi uma psicanalista autodidata, sem estudo superior, sofreu muitos lutos e se tornou psicanalista em uma época em que poucas mulheres se sobressaíam em um pensamento original.
  • A gratidão como superação da inveja.
  • O desejo de saber a verdade (impulso epistemofílico).
  • Caso de Winnicott: “Babacar – Lugar dentro da mãe de onde vem os bebês”.
  • Inveja e Gratidão como ultima grande obra da Autora.
  • A linguagem crua de Melanie Klein provinha de seu estilo ou da fidelidade ao que ela acreditava?
  • A fidelidade à empiria do que ela observava na clínica de crianças.
  • Linguagem do infantil..

Bibliografia

Por que Klein

Nenhuma descrição cadastrada.
Elisa Cintra / Marina Ribeiro
""


Elisa Maria de Ulhôa Cintra

Psicanalista, professora da faculdade de Ciências Humanas e da Saúde da PUC-SP e do Programa de Estudos Pós-graduados em Psicologia Clínica da PUC-SP. Autora de Melanie Klein: estilo e pensamento e A Folha explica Melanie Klein (em coautoria com Luís Cláudio Figueiredo); co-organizadora e autora do livro Para além da contratransferência: o analista implicado.

Marina F. R. Ribeiro

Psicanalista; professora doutora do IPUSP; professora do Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Clínica do IPUSP; membro efetivo do Departamento de Formação em Psicanálise do Instituto Sedes Sapientiae; autora dos livros: De mãe em filha. A transmissão da feminilidade e infertilidade e reprodução assistida. Desejando filhos na família contemporânea; coautora dos livros: Bion em nove lições e Balint em sete lições; co-organizadora e autora do livro Para Além da Contratransferência, o analista implicado, além de diversos artigos em periódicos.


Conteúdo Programático

  • 1. Apresentação das Autoras entrevistadas
  • 2. Por que Klein?
  • por que klein
Voltar ao topo