Paciente faltou sem avisar. Devo ligar?

Paciente faltou sem avisar.

Baseado em 3 avaliações
  • 457 Alunos matriculados
  • 01 Hora de duração
  • 2 Aulas
  • 2 Módulos
  • 1 Avaliação
  • Certificado de conclusão
ASSINE JÁ

Obtenha acesso a este e outros cursos


"Muito bom"
Luciana Gioia Lauretti G de Deus
mais avaliações

Aula em vídeo de 1h 12 minutos. Acompanha roteiro de aula.

Assista em seu computador, Tablet ou Smartphone, onde e quando quiser. A partir do momento da compra você tem 1 ano para assistir esta aula (caso compre assinatura o prazo é o da sua assinatura).

Paciente faltou sem avisar, devo ligar?


Existe uma situação muito importante na clínica e muito corriqueira. Alguns analistas, principalmente iniciantes, não se dão conta da relevância do assunto e agem de maneira equivocada sem perceber.

A situação é a seguinte: um paciente falta sem avisar.

Uma ocorrência aparentemente simples, mas com grandes implicações técnicas e pessoais.

Muitos analistas ligam ao paciente para perguntar se "está tudo bem."

Mas será que o analista liga para saber se está tudo bem ou para aplacar sua própria angústia?

O analista deve ligar??

Veja abaixo sete situações possíveis de estar por trás de uma falta sem aviso. Na aula todas serão examinadas e o professor ira fundamentar por que ele acredita que só em dois casos se justifica ligar.


Possíveis motivos que levam um paciente a faltar sem avisar:


  1. O paciente foi totalmente absorvido por um evento muito significativo e inesperado. Por exemplo, sua mãe sofreu um infarto e ele passou o dia correndo e totalmente apavorado com a possibilidade dela morrer.
  2. Algo aconteceu com o próprio paciente e ele está impossibilitado de ligar. Por exemplo, seu carro quebrou a caminho da consulta e ele está sem celular.
  3. O paciente, movido pela resistência, se esqueceu completamente da consulta e de avisar.
  4. O paciente sabe que tem consulta, sabe que vai faltar, e não se sente na obrigação e na necessidade de avisar o analista.
  5. O paciente está com ódio consciente do analista. Falta de propósito e não avisa de propósito, com intenção de ataque ao vínculo.
  6. O paciente não acredita que o analista tenha verdadeiro interesse por ele, acredita que o analista não dá a ele a menor importância, que é um peso para o analista e que este o atura por causa do valor que lhe paga. Sua ausência não será sentida, portanto não precisa avisar. Talvez falte para poupar o analista de ter que vê-lo. “Que diferença faz ir ou não ir se o analista pouco se importa? Contanto que eu lhe pague, não preciso ir.”
  7. O paciente está muito perturbado no atual momento de sua vida. Talvez tendo surtos psicóticos, tentativas suicidas, etc. Seu estado mental está tão comprometido que pode não ser capaz de ir à consulta. Ou a falta sem avisar é sinal de que desistiu de viver. Esse é o único caso o qual a justificativa de que o analista está preocupado para saber se está tudo bem é real e, portanto, deve ligar ao paciente..


Psicólogos.

Guilherme Magnoler Guedes de Azevedo
"Psicólogo CRP 06/70116.. Sócio e fundador da Livraria do Psicanalista e do Instituto de Estudos Psicanalíticos de Bauru. "

   

Psicólogo CRP 06/70116. Sócio e fundador da Livraria do Psicanalista e do Instituto de Estudos Psicanalíticos de Bauru. Mestre em Psicologia do Desenvolvimento e Saúde UNESP - Bauru. Psicólogo Clínico.

Confira algumas dúvidas mais comuns sobre a emissão e validade do certificado: 

- Meu certificado emitido através deste site tem validação do MEC? 

Os cursos autorizados pelo MEC são de Graduação e Pós-Graduação e as Secretárias Estaduais de Edução autorizam cursos técnicos profissionalizantes e do ensino médio. Cursos online são classificados, por lei, como cursos livres de atualização ou qualificação, ou seja, não se qualifica como graduação, pós-graduação ou técnico profissionalizante. 

Os Cursos Livres, passaram a integrar a Educação Profissional, como Nível Básico após a Lei nº 9.394 - Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Essa é uma modalidade de educação não-formal com duração variável, a fim de proporcionar conhecimentos que permitam atualizar-se para o trabalho, sem exigências de escolaridade anterior. 

Educação é um direito de todos e é um incentivo a sociedade, previsto por lei na Constituição Federal. É com essa base que trabalhamos, incentivando a educação. Os cursos livres e os certificados tem validade para fins curriculares e certificações de atualização ou aperfeiçoamento, não sendo válido como técnico, graduação ou pós-graduação. 

- Meu certificado é aceito pelo CREA, CRC e CRM? 

Conforme citado acima, nossos cursos são de nível básico e livre, ou seja, servem para atualização e qualificação. Todos esses órgãos são de nível superior.

(Fontes: Secretaria de Educação de São Paulo e ABED)

Conteúdo Programático

  • 1. Paciente faltou sem avisar. Devo ligar?
  • 1. E se o paciente faltar na primeira entrevista?
  • paciente faltou sem avisar
Voltar ao topo