O Uso do Divã

O Uso do Divã

  • 651 Alunos matriculados
  • 37 Minutos de duração
  • 1 Aulas
  • 1 Módulos
  • 1 Avaliação
  • Certificado de conclusão
ASSINE JÁ

Obtenha acesso a este e outros cursos

Contato para Supervisão e Atendimento OnLine: 14-9.9772.3707
Guilherme Magnoler Guedes de Azevedo

Aula em Vídeo de 37 minutos. Acompanha roteiro de aula. 

Sobre o uso do divã

  • De que forma devemos oferecer o divã ao paciente?
  • O paciente deve estar no divã para que seja possível fazer análise?
  • Porque os analistas usam divã?
  • E se o paciente oscila entre o divã e a poltrona?
  • E se ele se senta no divã?
  • Devo insistir para que use o divã?
  • A análise pode ir até o fim na poltrona?
  • A origem do uso do divã em psicanálise. 
  • Os primórdios da técnica freudiana e o uso do divã por Freud.
  • O método hipnótico.
  • A técnica da concentração.
  • A associação livre.
  • Por que alguns pacientes não se deitam?
  • Devo insistir para que o paciente use o divã?
  • Se ele não se deita, devemos esperar até quando?
  • Devo oferecer o divã a todos os pacientes?
  • Quando devo oferecer o divã?
  • Só quem usa o divã faz análise?

Psicólogos

Guilherme Magnoler Guedes de Azevedo
"Contato para Supervisão e Atendimento OnLine: 14-9.9772.3707"

   

Guilherme Magnoler Guedes de Azevedo CRP 06/70116 Psicólogo. Psicanalista Membro Filiado da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo SBPSP. Mestre em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem pela UNESP Bauru. Fundador e docente do Instituto de Estudos Psicanalíticos de Bauru. Fundador da Livraria do Psicanalista. Curador do Projeto de Ensino a Distância da Livraria do Psicanalista. Autor do Livro “Vínculo mãe-bebê e conflitos edípicos em crianças com Psoríase – um estudo de Psicossomática Psicanalítica, publicado pela Editora Zagodoni. Coordenador do Curso de Formação em Psicoterapia Psicanalítica do Instituto de Estudos Psicanalíticos de Bauru.


Nenhuma descrição cadastrada.

Conteúdo Programático

  • 1. O Uso do Divã
  • uso do divã
Voltar ao topo