O Silêncio nas consultas

Baseado em 19 avaliações
  • 601 Alunos matriculados
  • 01 Hora de duração
  • 2 Aulas
  • 2 Módulos
  • 1 Avaliação
  • Certificado de conclusão
ASSINE JÁ

Obtenha acesso a este e outros cursos


"."
Mitchel Oliveira da Silva
mais avaliações

Aula em vídeo de 1h. Acompanha roteiro de aula para ser baixado em formado Word.

Assista em seu computador, Tablet ou Smartphone, onde e quando quiser. A partir do momento da compra você tem 1 ano para assistir esta aula.

O Silêncio nas consultas, seus significados e formas de interpretação

É muito comum escutarmos pessoas dizerem que o psicanalista fala pouco. Será que os psicanalistas falam pouco ou os psicólogos de outras linhas falam demais?! Na presente aula, o professor Guilherme apresenta o significado psicanalítico do silêncio e como interpretá-lo, tentando defender a ideia de que a questão não é que o psicanalista fala pouco, mas que o psicanalista respeita a importância do silêncio e está (ou deveria estar) preparado para lidar com ele, interpretando-o, em vez de fugindo do mesmo. O silêncio é uma das mais importantes consequências do setting analítico, e é fundamental saber entendê-lo e lidar com ele.

  • O que é o silêncio e qual seu significado?

  • Por que algumas pessoas que não conseguem ficar em silêncio? 

  • Qual a relação do silêncio com a angústia de separação? 

  • Que tipo de pessoa consegue ficar em silêncio na presença do outro e o que isso indica?

    Qual a relação da capacidade de ficar só e das primerias experiências de vida do bebê com sua mãe?

    Por que muitos pacientes e analistas fogem do silêncio?

    Quais são os problemas de uma analista que fala muito?

    Qual a relação de alguns significados do silêncio com a angústia de separação?

  • Qual a relação de alguns significados do silêncio com o superego arcaico e severo?

  • Qual a relação do silêncio com a resitência?

  • O que pode significar o silêncio e como interpretá-lo (serão apresentados cinco significados principais do silêncio e como lidar com eles).

    Demais significados do silêncio.

1 ano Sem tempo para fazer o curso agora? Não tem problema.
Você poderá participar desse curso até 1 ano após a matrícula.

Psicólogos.

Guilherme Magnoler Guedes de Azevedo
"Psicólogo CRP 06/70116.. Sócio e fundador da Livraria do Psicanalista e do Instituto de Estudos Psicanalíticos de Bauru. "

   

Psicólogo CRP 06/70116. Sócio e fundador da Livraria do Psicanalista e do Instituto de Estudos Psicanalíticos de Bauru. Mestre em Psicologia do Desenvolvimento e Saúde UNESP - Bauru. Psicólogo Clínico.

Confira algumas dúvidas mais comuns sobre a emissão e validade do certificado: 

- Meu certificado emitido através deste site tem validação do MEC? 

Os cursos autorizados pelo MEC são de Graduação e Pós-Graduação e as Secretárias Estaduais de Edução autorizam cursos técnicos profissionalizantes e do ensino médio. Cursos online são classificados, por lei, como cursos livres de atualização ou qualificação, ou seja, não se qualifica como graduação, pós-graduação ou técnico profissionalizante. 

Os Cursos Livres, passaram a integrar a Educação Profissional, como Nível Básico após a Lei nº 9.394 - Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Essa é uma modalidade de educação não-formal com duração variável, a fim de proporcionar conhecimentos que permitam atualizar-se para o trabalho, sem exigências de escolaridade anterior. 

Educação é um direito de todos e é um incentivo a sociedade, previsto por lei na Constituição Federal. É com essa base que trabalhamos, incentivando a educação. Os cursos livres e os certificados tem validade para fins curriculares e certificações de atualização ou aperfeiçoamento, não sendo válido como técnico, graduação ou pós-graduação. 

- Meu certificado é aceito pelo CREA, CRC e CRM? 

Conforme citado acima, nossos cursos são de nível básico e livre, ou seja, servem para atualização e qualificação. Todos esses órgãos são de nível superior.

(Fontes: Secretaria de Educação de São Paulo e ABED)

Conteúdo Programático

  • 1. O silêncio no consultório
  • 1. E quando o paciente não pára de falar?
  • O Silêncio nas consultas
Voltar ao topo