Neuroses Parte 2 - O Sentido dos Sintomas

Neuroses Parte 2 - O Sentido dos Sintomas

Baseado em 4 avaliações
  • 692 Alunos matriculados
  • 32 Minutos de duração
  • 1 Aulas
  • 1 Módulos
  • 1 Avaliação
  • Certificado de conclusão
ASSINE JÁ

Obtenha acesso a este e outros cursos

"Curso excelente para mergulhar no conceito de neurose."
Fabrício Manoel de Jesus
mais avaliações

Aula em Vídeo de 32 Minutos. Acompanha roteiro.

Assista em seu computador, tablet ou smartpone, onde e quando quiser.

Conferência XVII – Resumo

O sentido dos Sintomas


  1. Diferença entre psicanálise e psiquiatria
  2. Breuer e Pierre Janet sabiam do sentido inconsciente do sintoma: mas não se aprofundaram.
  3. Sobre a neurose obsessiva:
    1. Pensamentos obsessivos absurdos que compelem a atos horríveis, que nunca acontecem.
    2. Pensamentos obsessivos sem importância, mas que não dão sossego.
    3. Impulsos de matar, se jogar, falar, etc. nunca os realiza.
    4. Próprio paciente acha absurdo mas não resiste.
  4. Exemplos clínicos de duas pacientes com neurose obsessiva e como a psicanálise liga estes sintomas a conteúdos mentais inconscientes.
  5. Como os atos falhos e sonhos os sintomas têm sentido, relacionando à vida do paciente.
  6. Quanto mais singular o sintoma, mais fácil encontrar o sentido, pois é individual.



Psicólogos, psiquiatras, filósofos, etc.

Guilherme Magnoler Guedes de Azevedo
"Psicólogo CRP 06/70116.. Sócio e fundador da Livraria do Psicanalista e do Instituto de Estudos Psicanalíticos de Bauru. "

   

Psicólogo CRP 06/70116. Sócio e fundador da Livraria do Psicanalista e do Instituto de Estudos Psicanalíticos de Bauru. Mestre em Psicologia do Desenvolvimento e Saúde UNESP - Bauru. Psicólogo Clínico.

Nenhuma descrição cadastrada.

Conteúdo Programático

  • 1. Neuroses 2 - O Sentido dos Sintomas
  • neuroses 2
Voltar ao topo